sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

O Livro de Isabel Hagos - As Cidades





         Há livros que não são para serem lidos
         São para serem ditos por quem sabe dizer.
São para serem ouvidos.
 “Os Lusíadas” assim são!
Há momentos que uma voz interior faz isso.
Alguém que amamos ouvir. A voz da amada.
A voz dos que amam os poemas, e a língua,
O João Villaret, O Mário Viegas,
A Carmen Dolores, O João Grosso,
Outros e Outros ainda...
Mas há livros que são tão torrenciais
que parecem o gorgolejar de uma artéria,
como se a carótida fosse golpeada
ou a femoral perfurada.
Há artérias e veias que são poemas e soam
às golfadas como as notas de uma folia,
uma cadência urbana, um pulsar sem tino.




LA FOLIA DOS ESTRELLAS LE SIGUEN - MANUEL MACHADO

4 comentários:

Justine disse...

Chorei uma vez, emocionada, ao ouvir Carmen Dolores a dizer poesia. Há pessoas assim, algumas citaste no teu belo texto.
Vou saber quem é Isabel Hagos

Justine disse...

E não sei se o problema era do teu ou do meu blogue, o que sei é que já posso ter o prazer de comentar os teus posts.
Bom fim de semana

Luis Filipe Gomes disse...

Olha Justine parece que o meu blog volta e meia dá mensagens de ligação não segura, ou de estar "infectado com vírus". Não faço ideia porque razão. Para não entrar em paranóia, resta-me como antes, erguer as mãos ao Céu, pedir misericórdia e agradecer. Antes como agora está tudo na "Cloud" e lá vamos tomando a núvem por Juno.

Luis Filipe Gomes disse...

Como é uma editora pequena
As Edições Calígrapho ficam na:
Rua Francisco Pombo Sobrinho, 7
2560-112 Torres Vedras
vazohoquo@gmail.com

ou Margarida Santos 969 859 911