domingo, 7 de novembro de 2021

Sobre a Arte Postal

A arte passa sempre por uma necessidade de expressão e por um desejo de comunicação. Neste sentido a arte pode ultrapassar o tempo de vida do artista e a sua mensagem atravessar milhares de anos. No entanto a Arte pode ter o objectivo de ser para comunicação imediata. Por exemplo através de um cartaz como fez Toulouse-Lautrec ou através do correio como é o caso deste tipo de prática a que nos dedicamos e à qual chamamos Arte Postal.  

É possível que um artista se dedique excludivamente à Arte Postal mas este tipo de arte implica aceitar constrangimentos específicos  que têm que ver logo com o peso e o tamanho do que pode ser enviado através de um serviço postal normal.

Um artista pode concentrar a sua expressão na utilização do meio que priveligia, neste caso a Arte Postal, mas se desejar alargar a sua mensagem a muitos destinatários, deve recorrer aos métodos de reprodução de arte em série e ao abrigo da sua ética, assinar e numerar as cópias. Deve fazer uma tiragem numerada.

É claro que os meios de comunicação actuais por via electrónica podem tornar tudo isto mais etéreo, menos durável, é o caso do que David Hockney fez durante um período em que todos os dias pela manhã cedo fazia e enviava aos seus amigos um desenho novo por Iphone.

A arte tem um valor. Vale porque é rara e tem agregado um valor simbólico. Literalmente é possível fazer arte com lixo, com objectos encontrados "objets trouvés" em que é reconhecível algum tipo de valor estético como fez a baronesa Elsa von Freytag-Loringhoven com o seu próprio vestuário e com uma peça chamada "A Fonte", um urinol "Ready Made" que posteriormente Marcel Duchamp aprovou como dele e chegou até num conjunto de exemplares idênticos assinar e numerar como numa tiragem. 

Esses objectos valem porque de alguma maneira fora da sua banalidade noutro contexto contêm em si alguma forma de beleza e neles veiculam algum tipo de mensagem. A primeira notícia que tenho disto é de um machado de mão talhado em pedra em que foi preservado um fóssil:  

(Handaxe knapped around a fossil shell, West Tofts, Norfolk, England, Ca. 500,000-300,000 /Flint - 5 x 3 x 1 1/8 in. (13.2 x 7.9 x 3.5 cm) /Museum of Archaeology and Anthropology, University of Cambridge)

https://www.nashersculpturecenter.org/art/exhibitions/object/id/3147-535





https://www.nashersculpturecenter.org/art/exhibitions/object/id/3147-535









Tendo isto em mente a Arte Postal que eu produzo e envio não espelha o desejo da arte postal que quero receber mas sim a arte postal que não me causaria embaraço receber.

Há ainda outro senão. A acrescentar à fragilidade inerente 

 a este tipo de arte semelhante à da Arte Povera, há o perigo comum a outras expressões artísticas mais perenes o risco do roubo e da iconoclastia.





domingo, 31 de outubro de 2021