terça-feira, 9 de julho de 2019

Os namorados embriagados.

Nunca mais tinha visto estes desenhos sabia que os tinha guardado mas não os conseguia encontrar. Desenhei-os na Cidade do Luxemburgo em Outubro de 1992.
Tinha entrado num café com evidentes marcas de ser negócio de portugueses, bandeiras e fotografias na montra, marcas portuguesas de bebidas... mas a lista de especialidades portuguesas em luxemburguês mostrou-me que a clientela não era exclusivamente portuguesa. 
Em todos os estabelecimentos onde tinha entrado antes dirigiam-se a mim com um "gudden moien", só quando eu respondia em francês, usavam o francês para falar comigo, por isso foi uma surpresa quando naquele café um homem sorridente que eu ouvira falar em francês com os outros clientes veio à mesa onde me tinha sentado e para me atender pergunta:
 "-Ora então o que é que vai ser?"
Eu bem sabia que não parecia luxemburguês, nem francês e muito menos alemão, mas até essa altura não sabia que o meu aspecto era tão evidentemente português.






















Entretanto de uma mesa levantou-se um casal que saiu para a rua e enquanto esperava o meu café comecei a desenha-los.




















Sem comentários: